quinta-feira, 25 de abril de 2013

OESTE DO ESTADO: ITAÚ REGISTROU UMA DAS MAIORES MÉDIA DE CHUVA.


As precipitações com alto índice pluviométrico registradas entre sexta-feira, 19, e sábado, 20, na cidade de Mossoró também ocorreram em vários municípios do interior do Rio Grande do Norte. Em Mossoró, o pluviômetro da Ufersa registrou uma média de 150 milímetros. Os números foram semelhantes em várias localidades da região Oeste do Estado.

O município de Itaú registrou uma das maiores média de chuva, com 220 milímetros. O açude Currais, que estava quase seco, chegou a metade da sua capacidade. Já em Campo Grande, o açude Recreio chegou a sangrar.
O pluviômetro em Riacho da Cruz contabilizou 157 mm, Caraúbas 140 mm e entre Caicó e Jardim de Piranhas, 160 mm. 
Choveu forte também nos municípios de Janduís, Messias Targino, Apodi. Com media acima de 150 mm.

Em Caraúbas, segundo informações repassadas por Manoel Lúcio Fernandes Filho, responsável pelo pluviômetro da EMPARN (Empresa de Pesquisa e Agropecuária do Rio Grande do Norte, atingiu a marca de 146 mm.
Na zona rural de Caraúbas a chuva superou a marca dos 250 mm em diversas comunidades rurais. Entre elas Mirandas.

Segundo o climatologista da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) Saulo Tasso, as previsões já apontam chuvas mais intensas no estado. “As precipitações são provenientes de uma frente fria que veio em direção ao Rio Grande do Norte. Segundo dados colhidos pelas estações na região oeste, as chuvas foram bem distribuídas e atingiram praticamente todas as cidades”, afirma.

O meteorologista reforça ainda que as chuvas podem se prolongar até maio. “O período mais intenso normalmente ocorre entre março e abril, mas ele pode se prolongar até maio”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário