quarta-feira, 29 de maio de 2013

Sindsaúde lança Campanha Salarial com ato público de servidores.

Dentre as principais reivindicações dos servidores está a revisão do PCCR. Foto: Caninde Santos
O Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN) realizou, na manhã desta terça-feira (28), o primeiro ato público em lançamento à Campanha Salarial 2013, em frente ao Hospital Walfredo Gurgel. Cerca de 80 servidores que atuam em diversas unidades do Estado participaram da mobilização, apresentando suas reivindicações e convidando os demais servidores da saúde e a própria população a se unirem ao movimento.

A pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2013 dos servidores da saúde foi aprovada no último dia 16 pelos mais de 200 servidores, que participaram da assembléia geral realizada pelo Sindicato. Dentre as principais reivindicações estão: a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Rendimentos (PCCR), a isonomia salarial com servidores do SUS, a extensão do salário-base a partir de julho para servidores dos hospitais municipalizados, ampliação do auxílio-transporte, creches nos locais de trabalho e a convocação de concursados.

De acordo com o enfermeiro Manoel Egídio, que atua no Hospital Walfredo Gurgel, a categoria está unida para lutar contra o descaso do governo para com as reivindicações. “A atitude do governo para com a questão salarial dos servidores da saúde é uma grande falta de respeito.

Nada justifica o fato dos servidores municipais receberem mais do que os estaduais. Não é que eles ganhem bem, pois a defasagem é total, mas o Estado é o grande arrecadador. Com os baixos salários, os servidores têm que trabalhar em vários locais, excedendo suas jornadas para ter uma renda a mais, e infelizmente, adoecem, o que acaba refletindo na qualidade de atendimentos prestados à população”, disse.

Na próxima quarta-feira (29), a pauta será apresentada ao Governo na primeira rodada de negociação. Até que os servidores e o Executivo cheguem a um acordo, o Sindsaúde realizará outras manifestações. De acordo com a coordenadora geral do Sindicato, Simone Dutra, a Campanha Salarial irá informar toda sociedade sobre a situação dos servidores e precisa integrar o maior número de trabalhadores da saúde na Campanha.

“A partir de hoje daremos cada vez mais publicidade a nossa campanha salarial, mostrando para a população que a nossa luta por melhorias na saúde pública já começou. Além disso, queremos mobilizar cada vez mais a categoria para que todos os servidores sejam informados sobre como está a situação. Precisamos que todos estejam unidos e se organizem para participar dessa luta. Só vamos conseguir alcançar nossa meta se houver uma grande participação dos servidores de todo o Estado”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário