quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Provas do Enem terão lacre eletrônico este ano.

Mercadante:  provas serão aplicadas em mais de 1.600 municípios
O Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, divulgou, durante coletiva de imprensa, na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília, dados que demonstram o aumento de toda a estrutura logística na aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2013. Mercadante também anunciou que neste ano serão utilizados lacres eletrônicos em todos os malotes que transportarão as provas. “A vantagem é que temos total segurança do trajeto e do momento em que o lacre é aberto”, explicou. A experiência ocorreu no ano passado, quando 10 mil malotes receberam lacres.
Neste ano serão impressas 15,7 milhões de provas e a logística envolverá 1.661 municípios, 15.576 locais de prova, 63.340 malotes, 9.480 rotas de distribuição e 308 mil quilômetros devem ser percorridos. Números superiores ao da logística de 2012, que teve 12,7 milhões de provas, envolveu 1.615 municípios, 15.076 locais de prova, 48.341 malotes, 9.788 rotas de distribuição e 305 mil quilômetros percorridos. “Queremos dar tranquilidade e segurança para que os estudantes façam uma boa prova”, disse.
Além disso, serão envolvidas na aplicação da prova 648 mil pessoas, dentre coordenadores estaduais, municipais e de locais de aplicação, chefes de sala, fiscais e apoio. Haverá ainda 48.048 atendimentos especiais para pessoas com deficiência, gestantes, idosos e lactantes.
Na segunda quinzena de agosto ocorrerá a publicação do Guia do Participante 2013, com exemplos de redações nota 1.000. Neste ano também haverá aumento da equipe que acompanhará a correção das provas. Serão 8.400 corretores, 280 supervisores e 35 coordenadores. No ano passado foram 5.600 corretores, 230 supervisores e 12 coordenadores.
De acordo com o ministro, durante o processo de correção também haverá um monitoramento contínuo dos avaliadores, que passam por formação específica. “Todos os corretores estão passando por uma capacitação de 136 horas e haverá uma avaliação permanente, on-line, durante o processo de correção”, ressaltou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário