domingo, 22 de setembro de 2013

Em Pau dos Ferros, mudanças no camarim da Praça de Eventos gerou revolta nos asseclas do Ex-prefeito, Leonardo Rego.


Ao menos uma particularidade nos atos do atual Prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato (DEM), ninguém poderá questionar: a de preservar os princípios morais e institucionais na condução do Poder Executivo, em detrimento da adoção de práticas que caracterizem a promoção pessoal, triste realidade constatada em gestões anteriores.

Pois bem, se no passado os símbolos e prédios do Município estavam repletos de imagens e objetos, propositalmente, utilizados para a promoção individual de certos administradores/políticos, agora a tônica aparenta ser outra.
E o gestor atual tratou de promover mudanças significativas logo que assumiu a Prefeitura, quando resolveu resgatar e reafirmar os elementos históricos de Pau dos Ferros na elaboração da logomarca de sua administração, dando um enfoque especial para o brasão do município, atitude elogiada pela maioria dos pau-ferrenses.

Contudo, nem todos estariam concordando com o estilo inovador do Prefeito, Fabrício Torquato. Segundo informações, os asseclas mais achegados do Ex-prefeito, Leonardo Rego (os defenestrados), seriam os mais revoltados com as mudanças drásticas, porém, exemplares. 

O mais novo motivo para as insatisfações dos "Leonardistas" teria sido gerado a partir de uma simples alteração na ornamentação do camarim da Praça de Eventos, onde quadros contendo fotos do Ex-prefeito, Leonardo Rego, ao lado de artistas da música e de Ex-secretários do Município, foram substituídos por uma decoração mais institucional e que destaca edificações públicas importantes, conforme todos podem observar nas imagens abaixo.  

Antes...

Depois!
Pelo que dizem, influenciado pelos fuxicos dos seus bajuladores mais íntimos, o próprio Leonardo Rego teria procurado saber dos responsáveis pelas alterações no camarim da Praça de Eventos as reais motivações para o descarte da decoração alusiva à sua imagem, dos quais teria recebido o comunicado de que todo o acervo fotográfico seria encaminhado para uma sala de imagens históricas na futura sede da Secretaria de Cultura.

Vale salientar que, mesmo entendendo a preocupação do Ex-prefeito para com o destino de suas imagens, se tais quadros foram pagos com o dinheiro público todo o acervo é de propriedade exclusiva da Municipalidade, não existindo fundamentação legal ou moral para quaisquer reclamações de particulares.

Pelo visto, Leonardo Rego esqueceu de ensinar aos seus seguidores mais incautos a diferença entre o Poder Pessoal e o Poder Institucional, onde o primeiro jamais poderá se sobrepor ao segundo, preservando-se assim os verdadeiros princípios da administração pública.

E se ainda não tiverem sido suficientes os ensinamentos sobre a necessidade de cultivar o zelo para com os bens públicos, basta aos "Leonardistas" fazerem uma breve visita ao Gabinete do Poder Executivo e constatar que, atualmente, quem está ocupando a cadeira de Prefeito é Luiz Fabrício do Rêgo Torquato.
Caso persistam os sintomas de indignação, aconselho aos mais revoltados a tomarem uma boa dose de "Simancol". Pode ser amargo no início, mais o alívio é imediato!

Quem avisa...
blog politica pauferrense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário