domingo, 8 de dezembro de 2013

Que vergonha; RN, 6º colocado no ranking da violência!

Às vésperas de uma Copa do Mundo pesquisa nacional sobre violência revela que um em cada três brasileiros já sofreu agressão, discriminação, ofensa sexual, roubo, furto, sequestro ou se envolveu em acidente. Nos últimos 12 meses, uma em cada cinco pessoas foi vítima de ação criminosa. Apesar dos números, apenas 19,9% das vítimas foram à polícia. A baixa confiança é uma das causas apontadas.


No Rio Grande do Norte, sexto colocado no ranking nacional e terceiro no Nordeste sobre violência, se tem uma esttística nada abonadora. São 37,1 mortes/100 mil habitantes. No estado potiguar 1.068 pessoas foram mortas intencionalmente somente em 2012 (incluindo homicídios, latrocínios e agressões).

De 2011 pra cá a violência vem crescendo no RN, segundo a pesquisa: em 2011 foram contabilizadas 1.068 mortes. Já em 2012 esse número subiu para 1.199, o que dá uma variação da taxa de 11,2%. E o pior; não se verifica medidas eficazes para o combate a violência por parte do governo estadual. Muito pelo contrário, a inércia nessa área é total.

Agora mesmo policiais militares acampam na frente da Governadoria cobrando melhorias nas condições de trabalho, sem falar nos policiaisi civis em greve também por melhores condições. Hoje mesmo está sendo lançado o movimento “Segurança com segurança”, objetivando cobrar do governo, dentro da legalidade, exercer o trabalho policial somente com condições de estrutura e segurança para os policiais e para a sociedade.

Problemas como falta de combustíveis e peneus carecas em viaturas são comuns. Além disso existe ainda a superlotação nas delegacias e muitas delas sem a mínima condição de trabalho com a queda do teto como ocorreu dias atrás numa delegacia na Grande Natal.

Enquanto isso a população fica refém dos bandidos e o governo só na promessa de melhorar a (in) segurança pública. Aliás, promessa essa de campanha, assim como foram os casos das promessas na melhoria na qualidade do ensino e da saúde pública.

Governadora Rosalba: já que a Grande Natal não terá um legado da Copa com obras de mobilidade urbana prometidas e que ficarão aquém do esperado, que o governo trate de garantir o mínimo de segurança aos cidadãos norte-riograndenses e aos turistas que nos visitam. Isso é dever do Estado!

A conferir!


Blog do Barbosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário